Início / História

História

O Projeto PROVOZ foi concebido dentro de uma parceria internacional entre a Universidade Federal do Ceará, a Universidade da Geórgia e a Universidade do Arizona sob o título de Participação Comunitária e Gestão Municipal na Cidade de Fortaleza, Brasil. O objetivo deste projeto é criar uma estrutura alternativa de comunicação entre as populações dos bairros mais carentes na cidade de Fortaleza e os serviços públicos do aparelho municipal, uma estrutura que não fosse distorcida e desviada pelo clientelismo político.

O Projeto PROVOZ iniciou-se no final de maio 2013 com a chegada dos parceiros americanos (Prof. Don Nelson– Universidade da Geórgia e  Prof. Tim Finan– Universidade do Arizona). Dentro do conceito da sociedade civil, a estrutura alternativa de comunicação que PROVOZ propõe, tem três funções chaves:

  • A través de uma metodologia participativa identificar em cada bairro um “núcleo de aproximação”, isto é, um grupo de representantes que não tivessem compromissos políticos e que pudessem definir um caminho de desenvolvimento prioritário para o seu bairro.
  • A criação de uma pactuação de desenvolvimento com os serviços públicos para viabilizar ações públicas coerentes com o caminho definido.
  • Montar um sistema de monitoramento e avaliação participativo para monitorar os impactos desejados das ações públicas. A metodologia participativa do projeto é orientada para mobilizar os grupos representativos em cada bairro. Dois bairros na Secretaria Executiva Administrativa Regional V, que inclui o grande Bom Jardim, foram escolhidos –Canindezinho e Bom Jardim para iniciar o projeto.

Nosso Trabalho

Pesquisadora Stephanie no bairro Canindezinho.
Pesquisadora Stephanie no bairro Canindezinho.

Durante as caminhadas de rua, os pesquisadores do PROVOZ documentam a realidade das comunidades através de entrevistas informais com os moradores. A meta é de retratar o perfil social da comunidade e abraçar pontos de vista e perspectivas diferentes. Essa etapa metodológica do processo de PROVOZ facilita a mobilização do bairro ou comunidade, estabelece informações de base sobre a localidade, permite a equipe fazer contatos com os residentes, e crucialmente cria um ambiente de confiança e respeito mútuo para depois iniciar as oficinas participativas.

 

 

Oficina no bairro Canindezinho- mapeamento com os moradores.
Oficina no bairro Canindezinho- mapeamento com os moradores.

As oficinas oferecem aos moradores uma oportunidade de reflexão sobre a comunidade, da organização e uso de espaço social e a distribuição do significado cultural atribuído ao território da comunidade. Estes elementos são geo-referenciados e mapeados, assim criando um mapa da comunidade da sua própria construção e refletindo a sua própria experiência e perspectiva. Com base neste imaginário da comunidade, é possível facilitar um process de auto-diagnóstico das necessidades e prioridades das comunidades, também geo-referenciadas.

NUAP Dona Maria Luzanira e o Prefeito Roberto Cláudio participam do monitoramento da construção do posto de saúde de Parque Jerusalém.  10 de Julho 2015
NUAP Dona Maria Luzanira e o Prefeito Roberto Cláudio participam do monitoramento da construção do posto de saúde de Parque Jerusalém. 10 de Julho 2015

A instituição do NUAP (Núcleo de Aproximação) funciona como uma instituição de cidadania local e faz a ponte entre a comunidade e o poder público. Elegidos durante a oficina na comunidade, o NUAP se afirma como promotor permanente dos direitos dos moradores locais, promovendo e amplificando a voz de todos os moradores da comunidade. Dessa maneira o NUAP assume a missão de resgatar e proteger os direitos destes moradores, promover a voz do povo e negociar a implementação das demandas da comunidade com o poder público. O NUAP é também uma parte essencial do monitoramento e avaliação dos projetos públicos no bairro ou comunidade.

PROVOZ em Movimento